Árvore da Vida: o novo jardim da EMEF Neusa Goulart Brizola

Lucas Pierozan
14.jan.20

O projeto “Àrvore da Vida” surgiu logo no início dos trabalhos do programa Iberê nas Escolas, na EMEF Neusa Goulart Brizola, no bairro Cavalhada em Porto Alegre. A ideia surgiu da vontade dos alunos em revitalizar parte do pátio da escola com nova jardinagem e mobiliário que fosse produzido por eles, com material reciclado.

O resultado desse ano de trabalho dos alunos foi apresentado no final de dezembro, quando a turma organizou a inauguração do espaço para o restante da escola, com desfile de modas e apresentação de dança. A inauguração foi conduzida pela arte educadora Luana Rettamozo, responsável pela turma participante do programa. Além da fala da educadora e da diretora da escola, Patrícia Bayne Muller, a aluna Jamila Souza dos Santos representou a turma agradecendo os professores do programa. Para a aluna “O Iberê é mais que arte, é união, é amizade, é uma família que a gente construiu”.

Para o evento de inauguração do jardim parte dos alunos prepararam uma apresentação como protesto sobre racismo e depressão, assuntos abordados em sala de aula e considerados muito relevantes para os alunos. Com um cartaz de fundo com a frase “Se você é negro e pobre tem o direito de ficar calado” e camisetas customizadas “As palavras machucam”, os alunos apresentaram-se com a música AmarElo, do rapper Emicida com Pablo Vittar e Majur. Após a apresentação a aluna Samarina explicou o processo de criação para os alunos e professores presentes.

chevron-right chevron-left

Para abrir o jardim à toda a escola, a turma do programa Iberê nas Escolas realizou ainda um pequeno desfile de moda com peças produzidas pelas próprias alunas a partir do reaproveitamento de materiais coletados no pátio do colégio e doados por alunos.

chevron-right chevron-left

O espaço intitulado “Jardim Árvore da Vida” foi escolhido pelos alunos para a revitalização por ser a área em que mais gostavam de permanecer nos horários de intervalo. Os alunos participaram de todas as etapas de ideação e construção do espaço, contando com o apoio dos arte educadores, jardineiro, oficineiros do programa, além de professores e alunos de outras turmas da escola. Foram utilizados material reciclados como pneus, garrafas pets e pallets para a elaboração do mobiliário que ficará permanentemente na escola para o uso de todos os alunos.

chevron-right chevron-left

A EMEF Neusa Goulart Brizola é uma das 6 escolas municipais participantes da primeira edição do Programa Iberê nas Escolas, realizado pela Fundação Iberê através da iniciativa da Prefeitura Municipal de Porto Alegre de complementar o turno inverso dos alunos nas escolas. O programa conta com apoio da Viação Ouro e Prata que trouxe os alunos das seis escolas para visitas mediadas na instituição durante 2019.