Iberê Camargo: Desenhos

Curadoria

Vera Chaves Barcellos

15.abr

15.out.23

A escolha exclusiva de desenhos para esta exposição foi resultado de uma demorada análise específica dessa produção dentro da vasta obra de Iberê Camargo. Tarefa nada simples, devido à quantidade e à qualidade do material analisado, o que exigiu um grande esforço seletivo, sem evitar algumas injustiças devido ao espaço disponível. Por questões de conservação, deparei com a exigência de não serem mostrados desenhos em vitrines, o que teria ampliado a possibilidade de maior quantidade de obras na mostra.  

Iniciando pelos autorretratos, passamos a outros retratos com ênfase aos de Maria Camargo; seguimos pelas paisagens, desde as primeiras, estudos de juventude até outras mais elaboradas onde o traço é mais livre, e outras em cadernos, meros esboços, muitas vezes esquemas para futuras pinturas com as anotações que detalham as cores. Depois, o tema fundamental da figura humana anônima, fartamente representada, incluindo os nus de diversas épocas, com destaque à figura feminina, tema de grande preferência do artista. Podemos incluir nessa série, também os manequins, formas humanas esquemáticas que captam o interesse do artista como tema recorrente na década de 1980, quando de seu retorno à figuração, até sua fase final, altamente dramática e forte, com as citadas figuras dos ciclistas e das idiotas. E está também presente a importante fase intermediária dos carretéis, tema recorrente do artista em sua plena maturidade.  

Espero que esta exposição, e a escolha realizada após muitas visitas ao acervo da Fundação, possam trazer ao público uma boa informação a respeito da produção dos desenhos de Iberê Camargo, e que a visita a esta mostra seja uma imersão no processo criador do artista e, ao mesmo tempo, uma revelação do ser humano que foi Iberê Camargo.

Vera Chaves Barcellos
Curadora

 

Imagem: Iberê Camargo. Sem título, 1993. Foto © Fabio Del Re_VivaFoto

 

Conversa sobre a exposição, dia 15/04/2023: