Educativo

O programa educativo da Fundação Iberê Camargo tem como objetivo principal aproximar a população deste espaço cultural, a fim de constituir e formar um público que tenha acesso às diferentes linguagens artísticas, em especial, as artes visuais.

O programa promove o estudo e a divulgação da obra de Iberê Camargo e busca aproximar o público da arte moderna e contemporânea. Desenvolve materiais e atividades para professores e alunos, assim como pessoas com necessidades especiais. Atua na formação de mediadores e novos profissionais para o campo da arte. Realiza visitas mediadas e técnicas, oficinas, encontros de orientação para educadores e publicação de materiais didáticos. São propostas também atividades de artes integradas e debates sobre temas ligados à arte e à cultura.

A Fundação, com seu programa educativo, pretende consolidar este espaço como um importante polo de formação cultural, de debates sobre arte e educação e de inserção de tecnologias criativas na produção artística.

22.mar-22.mar.20
14:00-17:00
Educativo

A oficina Lambida é um convite à criação conjunta de lambes de temática feminista. Lambes são produções artísticas urbanas contaminadas por imagens e/ou textos as quais são coladas nos muros da cidade.

Utilizando materiais muito simples e de fácil manuseio, conversaremos juntas, buscando sintetizar em frases-potências aquilo que nem sempre podemos dizer. Em seguida, sairemos à rua, colando – buscando experienciar esse espaço da rua quando ocupado por uma mulher.

A atividade é composta por dois momentos: no sábado iniciaremos uma conversa na rua com o Coletivo Turva, sobre cidades inclusivas para mulheres. No domingo será realizada a oficina de lambes, com colagem na rua.

Atividades indicadas para jovens e adultos a partir dos 16 anos.

Data: 21 e 22/3
Horário: 16h (21/3) e 14h-17h (22/3)

 

Inscrições gratuitas!

 

Informações importantes: o ponto de encontro da oficina nos dois dias será em frente a o Café Iberê, no horário agendado para cada dia (sábado às 16h e domingo às 14h).

O Coletivo Turba é uma iniciativa que estimula a igualdade de gênero na construção de cidades inclusivas através de ações colaborativas no espaço urbano. Formado por Alice (@aoliva), Paula (@parasersincera), Renata (resaffer), Roberta (@bertarq).

21.mar-21.mar.20
16:00-17:30
Educativo

A oficina Lambida é um convite à criação conjunta de lambes de temática feminista. Lambes são produções artísticas urbanas contaminadas por imagens e/ou textos as quais são coladas nos muros da cidade.

Utilizando materiais muito simples e de fácil manuseio, conversaremos juntas, buscando sintetizar em frases-potências aquilo que nem sempre podemos dizer. Em seguida, sairemos à rua, colando – buscando experienciar esse espaço da rua quando ocupado por uma mulher.

A atividade é composta por dois momentos: no sábado iniciaremos uma conversa na rua com o Coletivo Turva, sobre cidades inclusivas para mulheres. No domingo será realizada a oficina de lambes, com colagem na rua.

Atividades indicadas para jovens e adultos a partir dos 16 anos.

Data: 21 e 22/3
Horário: 16h (21/3) e 14h-17h (22/3)

 

Inscrições gratuitas!

 

Informações importantes: o ponto de encontro da oficina nos dois dias será em frente a o Café Iberê, no horário agendado para cada dia (sábado às 16h e domingo às 14h).

O Coletivo Turba é uma iniciativa que estimula a igualdade de gênero na construção de cidades inclusivas através de ações colaborativas no espaço urbano. Formado por Alice (@aoliva), Paula (@parasersincera), Renata (resaffer), Roberta (@bertarq).

02.abr-02.abr.20
18:00-21:00
Educativo

Atividade de formação continuada para educadoras e educadores que desejam refletir sobre a presença das mulheres na arte, com enfoque na arte urbana. Quantas artistas mulheres você conhece que trabalham no espaço da cidade tendo esta como suporte?

Convidamos as pesquisadoras Anelise Valls, Paula Trusz e Carolina Garcia para conversar sobre as diferentes formas de pensar o feminino no espaço público e porquê devemos discutir isso dentro dos espaços educativos.

Data: 02/04
Horário: 18h-21h

Inscrições gratuitas!

 

Anelise Valls Alvarez é doutoranda em Artes Visuais – História, Teoria e Crítica da Arte, na Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS com ênfase na pesquisa em feminismo e história da arte. Atualmente participa e organiza as atividades dos Projetos de Extensão (UFRGS) Arte & feminismo e Feminismo e História da Arte. Mestre em Filosofia pela Universidade de São Paulo – USP (2014) com bolsa de financiamento do CNPq. Licenciada em Filosofia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS (2009) e bolsista de iniciação científica com financiamento de BIC/UFRGS. Tem experiência na área de Filosofia e História da Arte, com ênfase em Estética, Fundamentos e Teoria da Arte. Atualmente é aluna do curso de graduação em Bacharelado em História da Arte na Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS.

Paula Trusz é doutoranda em História, Teoria e Crítica de Arte junto ao PPGAV-UFRGS, em que pesquisa questões relativas à produção de artistas mulheres no ambiente virtual. É editora de arte da Revista PHILIA | Filosofia, Literatura & Arte. Possui mestrado pela mesma universidade, e defendeu a dissertação chamada Pregnâncias da autorreferencialidade: a produção de Mário Röhnelt nos anos 1980, com orientação do Prof. Dr. Alexandre Santos.

07.mar-07.mar.20
18:00-19:30
Educativo

Você já veio ver o pôr-do-sol deste lado do Guaíba?

Se sim, sabe o quão especial é: os raios de sol avermelhados tocando na água que reflete o céu inteiro. Se ainda não viu, essa é uma palinha do que pode conhecer. A arte tem tudo a ver com isso, ou melhor dizendo, arte também pode ser isso! Imagine essa paisagem embalado no som de uma MPB, em frente ao cartão postal de Porto Alegre, a Fundação Iberê? Paulo Neto, cantor e compositor paulista, irá se apresentar às 17h na frente da Fundação, fazendo-se presente em tempo, imagem e música. Vem pra Fundação Iberê!

Paulo Neto é um cantor e compositor paulista. Suas canções se constroem na música popular como convite para o diálogo com um ativista que questiona a si e seu tempo constantemente. Como músico já dividiu palcos de Porto Alegre com ‘Bia Ferreira’ (Gatos de Rua – Agulha/2017), Francisco, El Hombre (SÔMA – Agulha/2018) e Liniker e os Caramelows’ (SÔMA – Opinião/2019) e esteve em festivais como Morrostock 2019 em Maquiné-RS.

Data: 07/03 | às 17h00

Atividade indicada para todas as idades, sem necessidade de inscrição prévia.

15.mar-15.mar.20
15:00-16:00
Educativo

Você já imaginou o que tem embaixo da terra?

Há milhões de anos a terra se formou e tudo o que conhecemos hoje na natureza é tatara tatara neto de erupções, vulcões e meteoros. Nesta oficina iremos investigar a trilha da Fundação Iberê através da coleta de pedras, desenho e colagem.

Atividade indicada para crianças de 6 a 10 anos.

Data: 15/03 | às 15h

Inscrições gratuitas! 

16.fev-16.fev.20
16:00-17:00
Educativo

Você já criou sua própria fantasia?

Quando a gente é criança dá vontade de se fantasiar o tempo todo: super-homem, abelha, fada, homem-aranha! Mas tem fantasias que não existem prontas, e mesmo se existissem não seriam tão legais quanto como ela é na nossa cabeça. E se pudéssemos criar a fantasia da nossa imaginação?

Convidamos as crianças e suas famílias a se inscreverem na Oficina de Confecção de Fantasias. A atividade é gratuita e possui inscrições limitadas!

Para esta atividade é obrigatório o acompanhamento de um (01) adulto responsável por criança. Convidamos as famílias a trazerem materiais que gostariam de utilizar para a fantasia, tais como sacolas plásticas, chapéus, bolsas, tecidos ou acessórios diversos.

Atividade indicada para crianças dos 6 aos 8 anos.

Data: 16/02 às 16h

Inscrição gratuita: inscreva-se aqui!